Olá, Visitante!

22 de Setembro de 2018

ARTISTA Adriana Varejão

Foto: Divulgação/Fortes Vilaça Texto: Bolsa de Arte/André Seffrin



[Cotações]
Adriana Varejão 1965, Rio de Janeiro, RJ

Biografia: Fez seus primeiros estudos de arte na Escola de Artes Visuais do Parque Lage. Realizou sua primeira individual na Thomas Cohn Arte Contemporânea, no Rio de Janeiro, em 1988. Na mesma galeria voltou a expor em 1991 e 1993. A partir daí, realizou individuais no Brasil e no exterior, com destaque para as seguintes mostras: Galerie Bárbara Farber, Amsterdã (Holanda 1992), Galeria Luisa Strina, São Paulo (1992), Annina Nosei Gallery, Nova York (EUA, 1995), Galeria Camargo Vilaça, São Paulo (1996 e 2000), Centro Cultural Banco do Brasil, Rio de Janeiro (2001). Participou do IX Salão Nacional de Artes Plásticas (com prêmio de aquisição em 1987) e de diversas coletivas, entre as quais se destacam o Panorama de Arte Atual Brasileira, Museu de Arte Moderna de São Paulo (1993) e a Bienal de São Paulo (1994 e 1998). Participou ainda de muitas coletivas de arte brasileira em países como Alemanha, Holanda, Suécia, França, Dinamarca etc, marcando presença também na Bienal de Havana (Cuba, 1994), na mostra Transculture, na Bienal de Veneza (Itália, 1995), na Arco, Feira Internacional de Arte Contemporânea de Madri (Espanha, 2000) e na Bienal de Sidney (Austrália, 2000). Primeira artista brasileira viva a integrar (em 2000) o acervo do recentemente inaugurado museu Tate Modern, em Londres.  

Referências: Biblioteca Nacional: a história de uma coleção (Salamandra, 1997), de Paulo Herkenhoff; Adriana Varejão (O Autor, 2001), textos de Louise Neri e Paulo Herkenhoff; Marcantonio Vilaça (Cosac & Naify, 2001); A arte depois das vanguardas (Unicamp, 2002), Ricardo Nascimento Fabbrini.

ok