CÉSAR ALEXANDRE FORMENTI (1874, Ferrara, Itália - 1944, Rio de Janeiro, RJ)

BIOGRAFIA:

Chegou ao Brasil em 1890. Consta que iniciou seus estudos ainda na Itália, na Escola de Belas Artes de Ferrara. No Brasil, fixou-se inicialmente em São Paulo e transferiu-se em 1918 para o Rio de Janeiro, onde montou ateliê de vitrais na Rua Augusto Severo, bairro da Glória. Na então capital da República, decorou a sede do Jockey Club Brasileiro, o Palácio Tiradentes, o Clube Naval, o Supremo Tribunal, a Câmara dos Deputados e diversas igrejas e residências particulares. A seu respeito escreveu Donato Mello Júnior: "Foi um bom pintor aquarelista, mosaista e excelente vitralista sacro, tendo tido sua iniciação artística na Itália com Ravagna, da Academia de Bolonha. Cedo recebeu um prêmio num concurso de aquarelas. (...) Iniciou uma dura e difícil vida de trabalho na cidade de Araras, São Paulo. Passando depois para a cidade de São Paulo trabalhou muito para as obras de Ramos de Azevedo, fazendo principalmente vitrais e mosaicos, ofício que transmitiu ao seu filho Gastão Formenti."  

REFERÊNCIA:

 150 anos de pintura no Brasil: 1820/1970 (Ilustrado pela coleção Sergio Fadel, Colorama, 1989), de Donato Mello Júnior, Ferreira Gullar e outros.

Texto: Bolsa de Arte/André Seffrin