JOSÉ BECHARA (1957, Rio de Janeiro, RJ )

BIOGRAFIA:

Pintor e escultor, José Bechara nasceu no Rio de Janeiro em 1957, onde trabalha e reside. O artista também trabalha com instalações. Estudou na Escola de Artes Visuais do Parque Lage (EAV), localizada na mesma cidade. Participou da 25ª Bienal Internacional de São Paulo; 29ª Panorama da Arte Brasileira; 5ª Bienal Internacional do MERCOSUL; Trienal de Arquitetura de Lisboa de 2011; 1ª Bienalsur – Buenos Aires; 7ª Bienal de Arte Internacional de Beijing e das mostras “Caminhos do Contemporâneo” e “Os 90” no Paço Imperial - RJ. Realizou exposições individuais e coletivas em instituições como MAM Rio de Janeiro - BR; Culturgest - PT; Ludwig Museum (Koblenz) - DE; Instituto Figueiredo Ferraz - BR; Fundação Iberê Camargo, Porto Alegre, BR; Fundação Calouste Gulbenkian - PT; MEIAC - ES; Instituto Valenciano de Arte Moderna - ES; MAC Paraná - BR; MAM Bahia -BR; MAC Niterói - BR; Instituto Tomie Ohtake, São Paulo, SP, - BR; Museu Vale - BR; Haus der Kilturen der Welt - DE; Ludwig Forum Fur Intl Kunst - DE; Kunst Museum - DE; Museu Brasileiro da Escultura (MuBE) - BR; Centro Cultural São Paulo - BR; ASU Art Museum - USA; Museo Patio Herreriano (Museo de Arte Contemporáneo Español) - ES; MARCO de Vigo - ES; Es Baluard Museu d’Art Modern i Contemporani de Palma - ES; Carpe Diem Arte e Pesquisa - PT; CAAA - PT; Musee Bozar - BE; Museu Casa das Onze Janelas - BR; Casa de Vidro/Instituto Lina Bo e P.M. Bardi - BR; Museu Oscar Niemeyer - BR; Centro de Arte Contemporáneo de Málaga (CAC Málaga) - ES; Museu Casal Solleric - ES; Fundação Eva Klabin - BR; entre outras. Possui obras integrando coleções públicas e privadas, a exemplo de Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro - BR; Centre Pompidou - FR; Pinacoteca do Estado de São Paulo - BR; Ludwig Museum (Koblenz) - DE; ASU Art Museum USA; Museu Oscar Niemeyer - BR; Es Baluard Museu d’Art Modern i Contemporani de Palma - ES; Coleção Gilberto Chateaubriand/MAM RIO -BR; Coleção Dulce e João Carlos Figueiredo Ferraz/Instituto Figueiredo Ferraz - BR; Coleção João Sattamini/MAC Niterói - BR; Instituto Itaú Cultural -BR; MAM Bahia - BR; MAC Paraná - BR; Culturgest -PT; Benetton Foundation-IT/CAC Málaga - ES; MOLAA - USA; Ella Fontanal Cisneros - USA; Universidade Cândido Mendes - BR; MARCO de Vigo - ES; Brasilea Stiftung - CH; Fundo BGA - BR, entre outras. Realizou, em 2018/9, exposição individual de pinturas na Galeria Carlos Carvalho Arte Contemporânea, Lisboa, Portugal. Sobre seu trabalho assim manifestou-se na ocasião: "Tudo é frágil em meu trabalho que contém esforço e dificuldades para emergir, assim como nós, indivíduos humanos. Embora possam parecer nascer de operações brutais os trabalhos podem quebrar-se, despencar de diferentes alturas, desfazer-se por uma perturbação inesperada do espaço ao redor. Minha geometria hesita. Ora aparece, ora desaparece. Falha, portanto, como falhamos. Esforça-se, como nos esforçamos para existir".


Referência: ASSIS, Júlio. A arte de cicatrizes. IN: O Tempo Magazine. Belo Horizonte, Brasil. 18 de Junho de 2002, BARRO, David. La mirada tensa de José Bechara, IN: Catálogo, José Bechara. Lisboa, Portugal. 2005, BUENO, Guilherme. José Bechara, uma produção muito ativa. IN: DasArtes. Rio de Janeiro, Brasil. Edição nº 13, verão de 2011, CAPUTO, Amália. Del óxido a la casa. Espacios de tiempo y memória - Entrevista con el artista José Bechara. IN: Arte Al Dia Internacional. Madri, Espanha. 2004, CARDOSO, Joana Amaral. Instalação Gulbenkian desconstrói o futuro. IN: Público: Cultura. Lisboa, Portugal. 20 de Junho de 2009, COCCHIARALE, Fernando. José Bechara. IN: Catálogo, Celma Albuquerque Galeria de Arte. Belo Horizonte, Brasil. Julho de 2002, COSTA, Paulo. José Bechara expõe e cria no MAM do Rio. IN: Publimetro, Metrocultura. Rio de Janeiro, Brasil. 23 de Dezembro de 2010, COUTINHO, Wilson. O resto com beleza. IN: RioArte, ano 5, nº 22. Rio de Janeiro, Brasil, 1996, COUTINHO, Wilson. A vida estética da matéria. IN: O Globo, Segundo caderno. Rio de Janeiro, Brasil. 06 de Junho de 1995, CUNHA, Alécio. Publicação analisa a criatividade e a postura essencialmente paradoxal do trabalho do artista. IN: Jornal Hoje em Dia, Caderno Cultura, Belo Horizonte, Brasil. 30 de Março de 2006, DIEGUES, Isabel, et al. Arte brasileira para crianças. 1ª ed. Rio de Janeiro: Cobogó. 2016. p. 110-111. Rio de Janeiro, Brasil, 2016, DUARTE, Paulo Sergio. Essa casa de Bechara. IN: A CASA, Editora Francisco Alves. Rio de Janeiro, Brasil. 2006, DUARTE, Paulo Sergio. Os 90. IN: O Globo, Segundo Caderno. Rio de Janeiro, Brasil. 05 de Fevereiro de 2000, ESPINOZA, Eugenio. José Bechara. IN: ArtNexus, Reviews nº 54. Miami, Estados Unidos. Junho de 2005. 

REFERÊNCIA:

Wilson Coutinho. O Globo, 27 de março, 2002.

Texto: Renato Rosa/Bolsa de Arte/Galeria Carlos Carvalho Arte Contemporânea.