HOME>ARTISTAS>BIOGRAFIAS>NOVAK

SPAYNI ERNESTO CÉSAR NOVAK (1853, Troppau, Áustria - 1919, Viena, Áustria)

BIOGRAFIA:

Estudou na Academia de Belas Artes de Viena, aluno de Wurzinger e Eisenmenger. Em Viena, destacou-se como retratista da sociedade, tendo participado da Exposição Internacional de 1882. Dois anos depois já se encontrava no Brasil, pois conquistou uma menção honrosa na Exposição Geral de Belas Artes de 1884, na qual compareceu com sete telas. São incipientes as informações a seu respeito em nossa bibliografia especializada. Pouco se sabe de sua estada no Brasil. José Roberto Teixeira Leite, no Dicionário crítico da pintura no Brasil (Artlivre, 1988), supõe que o artista tenha voltado logo para Viena, uma vez que lá expôs em 1886 e também em Berlim (Alemanha). No entanto, há registro de sua residência em Porto Alegre, em 1903, quando participou com três obras da exposição promovida pela Gazeta do Comércio, conforme registro de Athos Damasceno no livro abaixo referido.  

REFERÊNCIA:

A arte brasileira (Lombaerts, 1888, 2. ed. Mercado de Letras, 1995, introdução e notas de Tadeu Chiarelli), de Gonzaga Duque; Um século de pintura (Röhe, 1916), de Laudelino Freire; Pequena história das artes plásticas no Brasil (Nacional, 1941), de Carlos Rubens; Artistas pintores no Brasil (São Paulo, 1942), de Teodoro Braga; Artes plásticas no Rio Grande do Sul (Globo, 1971), de Athos Damasceno.

Texto: Bolsa de Arte/André Seffrin