PEDRO BRUNO (1888, Rio de Janeiro, RJ - 1949, Rio de Janeiro, RJ)

BIOGRAFIA:

Escultor e pintor, de 1905 a 1910 estudou canto na Itália. Retornando ao Brasil, em Paquetá (Rio) estudou pintura com Schettino. Matriculou-se posteriormente na Escola Nacional de Belas Artes, onde foi aluno de Baptista da Costa. Em 1919 conquistou o prêmio de viagem à Europa no Salão Nacional de Belas Artes. Novamente na Itália, de 1920 a 1922 estudou com Antonio Sciortino. No Salão Nacional conquistou ainda medalha de ouro em 1925 e de honra em 1943. Com Hermes Fontes fundou a Liga Artística de Paquetá. Realizou individuais no Rio de Janeiro, São Paulo, Recife e Porto Alegre. Segundo José Roberto Teixeira Leite, "mais próximo da tradição derivada de seu mestre Baptista da Costa quando pintava paisagens, Pedro Bruno revelou-se mais moderno como pintor de formas femininas".  

REFERÊNCIA:

 A inquietação das abelhas (Pimenta de Mello, 1927), de Angyone Costa; Artistas pintores no Brasil (São Paulo, 1942), de Teodoro Braga; História da pintura no Brasil (Leia, 1944), de José Maria dos Reis Júnior; Cronologia das artes plásticas no Rio de Janeiro: 1816-1994 (Topbooks, 1995), de Frederico Morais.

Texto: Bolsa de Arte/André Seffrin