SÉRGIO ROBERTO SANTOS RODRIGUES (1927, Rio de Janeiro, RJ )

BIOGRAFIA:

Arquiteto. Referência do design brasileiro, responsável pelo conceito internacional alcançado pelo móvel nacional. Sua criação mais famosa é a "Poltrona Mole", de 1957, é considerada um símbolo do design nacional e integra o acervo do Museum of Modern Art- MOMA, Nova York. Formado pela Faculdade Nacional de Arquitetura do Rio de Janeiro, atual FAU/UFRJ, em 1951, é contemporâneo de Vilanova Artigas, Oscar Niemeyer, Oswaldo Bratke e Paulo Mendes da Rocha. Em 1949, atua como professor assistente de David Xavier de Azambuja, que, em 1951, o convida a participar da elaboração do projeto do Centro Cívico de Curitiba, com os arquitetos Olavo Redig de Campos e Flávio Regis do Nascimento, por intermédio de quem conhece Lucio Costa.Transfere-se para Curitiba, cria a Móveis Artesanal Paranaense, em sociedade com os Irmãos Hauner, que em 1954 contratam-no para comandar o setor de criação de arquitetura de interiores da Forma S.A.,São Paulo. Entra em contato com a produção de diversos designers europeus, conhece Gregori Warchavchik e Lina Bo Bardi. Em 1955 volta ao Rio de Janeiro e lança sua loja de móveis, a OCA, que “...mostrou mais de mil criações de móveis ao longo dos anos”. Participa de dezenas de exposições, com premiações, a esse período corresponde a criação das poltronas “Mole”, “Lúcio Costa” e “Oscar Niemeyer”. Com uma variação da “Poltrona Mole”, recebe o “Primeiro prêmio Concorso Internazionale Del Móbile”, 1961, Cantú,  Itália. Cria em 1963 a empresa Meia-Pataca. Em 1968 vende a Oca e monta ateliê no Rio de Janeiro, onde trabalha com arquitetura de interiores para residências, escritórios e hotéis; realiza projetos para o Banco Central, Brasília, e para a sede da Editora Bloch, Rio de Janeiro. Participa da exposição “Mobiliário Brasileiro - Premissas e Realidade”, MASP, São Paulo, SP. Recebe o “Prêmio Lapiz de Plata”,  Bienal de Arquitetura de Buenos Aires pelo conjunto de sua obra, 1987. Participa, com Lucio Costa e Zanine Caldas, da “Mostra Brasile 93 - La Costruzione de una Identità Culturale”, Brescia, Itália. Apresenta em 1991, na exposição “Falando de Cadeira”, MAM/RJ, diversos trabalhos realizados desde os anos 1950. Obtém em 2006, o 1º lugar, categoria mobiliário, 20ª edição do “Prêmio Design”, Museu da Casa Brasileira, São Paulo, com a poltrona “Diz”. A poltrona “Mole”, que integra o acervo do Museum of Modern Art – MoMA, Nova York, é até hoje um sucesso de vendas. Na década de 1980, elabora projetos para hotéis, e cria a cadeira “DAAV” e a poltrona “Júlia” e nos anos 1990, as cadeiras “Chico” e “Adolpho”. É filho do genial desenhista e pintor Roberto Rodrigues e sobrinho do celebrado dramaturgo Nelson Rodrigues.

REFERÊNCIA:

Ethel Leon. “Design Brasileiro: quem fez, quem faz”,  Ed. Senac RJ, 2005; Pietro Maria Bardi. “Profile of the New Brazilain Art”, Livraria Kosmos Editora, 1970; Pietro Maria Bardi. “O Design no Brasil História e Realidade”, catálogo, MASP, 1982; www.itaucultural.org.br  

Texto: Bolsa de Arte/Renato Rosa