VITTORIO GOBBIS (1894, Motta di Livenza, Itália - 1968, São Paulo, SP)

BIOGRAFIA:

Artista de formação européia, no Brasil fixou residência em São Paulo (cerca de 1924), onde realizou exposições a partir dos anos 30. Conquistou, entre outros prêmios, medalha de ouro no Salão Nacional de Belas Artes (1935), e grande medalha de ouro no Salão Paulista de Belas Artes (1936). Participou da criação da Sociedade Pró-Arte Moderna de São Paulo, do Clube dos Artistas Modernos (1932) e foi ativo participante da Família Artística Paulista (1937 a 1940). Participou ainda das duas primeiras edições da Bienal de São Paulo (1951 e 1953). Em 1996, no Centro Cultural Banco do Brasil, Rio de Janeiro, sua obra integrou a mostra O Grupo Santa Helena.  

REFERÊNCIA:

Pintores e pinturas (Martins, 1940), de Sergio Milliet; Artistas pintores no Brasil (São Paulo, 1942), de Teodoro Braga; História da pintura no Brasil (Leia, 1944), de José Maria dos Reis Júnior; De Anita ao museu (Perspectiva, 1976), de Paulo Mendes de Almeida; História geral da arte no Brasil (Instituto Walther Moreira Salles/Fundação Djalma Guimarães, 1983), coordenação de Walter Zanini; Seis décadas de arte moderna na coleção Roberto Marinho (Pinakotheke, 1985), texto sobre Vittorio Gobbis de autoria de Ruy Sampaio; 100 obras Itaú (MASP, 1985); Entre dois séculos: arte brasileira do século XX na coleção Gilberto Chateaubriand (JB, 1987), de Roberto Pontual; Cronologia das artes plásticas no Rio de Janeiro: 1816-1994 (Topbooks, 1995), de Frederico Morais.

Texto: Bolsa de Arte/André Seffrin