Paulo Vieira na Galeria Movimento

O pintor Paulo Vieira apresenta na Galeria Movimento, Shopping Cassino Atlântico, Copacabana, Rio de janeiro, RJ, a exposição “Depois de Hoje“. Esta é a segunda mostra individual do artista no Rio de Janeiro – a última foi realizada em 2011 – com mais de 30 anos de carreira. Rigoroso, obsessivo e profundo estudioso da pintura, Paulo Vieira apresenta 41 trabalhos, entre eles, 31 óleos sobre tela e 10 em papel com acrílica, grafite e lápis de cor. O trabalho do artista foge da figuração tradicional e apresenta imagens evocativas e aleatórias como o verso de Paulo Leminski que batiza a exposição. “Quando a gente olha o conjunto pronto, pensa que ele nasceu assim. Mas esses trabalhos não foram feitos imaginando uma exposição. Eu queria voltar a pintar com óleo, o que não fazia há muito tempo”, revela. Como preferiu trabalhar com telas de pequeno formato, o conjunto de imagens adquiriu um caráter fragmentário e, paradoxalmente, uma forte coesão.

 

Toda a exposição gira em torno do conceito de autorretrato. “Toda minha pintura é autorretrato”, reitera, a começar com um impressionante trabalho em grafite e lápis de cor de grandes dimensões que ancora a exposição. Imagens que sugerem lembranças e sonhos povoam as telas cuidadosamente articuladas em torno das ideias de isolamento, incomunicabilidade e vida interior. “Elas falam pra dentro. Cada uma conta uma história, mas é cada espectador que a completa com suas experiências individuais”, acrescenta Paulo.

 

Segundo o curador Mauro Trindade, o retrato é um tema caro à pintura, gênero que Baudelaire notou ser de aparência tão modesta e que necessita de uma imensa inteligência. “Sem a grandiloquência da pintura histórica ou os efeitos da paisagem, o retrato permitiu a construção de uma certa identidade hoje solapada pela personalidade errante do sujeito na atualidade. Nesse contexto a exposição Depois de Hoje pode ser entendida como um grande autorretrato”, finaliza.

 

 

De 12 a 30 de novembro.